Pensionistas do INSS Ganham Mais Um Mês De Suspensão Da Prova De Vida

A exigência da Prova de Vida exigida pelo INSS teve confirmada a suspensão por mais 30 dias, ou seja, um mês. Isso significa que até o final de outubro desse ano, não há necessidade de realizar a Prova de Vida do INSS. Vale salientar que desde março, que ela está suspensa por causa do coronavírus.

A determinação suspende de forma temporária o prazo para que os beneficiários do INSS comprovem para o Governo que estão, de acordo com a Lei, vivos. A ação tem a finalidade de tentar diminuir as fraudes e pagamentos indevidos as pessoas beneficiarias do INSS.

É comum que a comprovação seja realizada de forma presencial em uma unidade do INSS, nas embaixadas ou em consulados ou até na casa dos aposentados e pensionistas que possuem dificuldade de locomoção.

Depois que a pandemia começou, o INSS decidiu que seus beneficiários podem realizar a Prova de Vida através de uma procuração, onde uma terceira pessoa será responsabilizada. Antes, a Prova de Vida era realizada de forma presencial no cartório e registrada no INSS.

Dessa forma, nesse momento, a procuração pode ser realizada pela internet sem a necessidade de ir ao cartório ou do registro no INSS.

A procuração tem validade para os pensionistas que estão viajando, que estão com alguma doença contagiosa ou que não podem se locomover.

A ação visa fazer os idosos, que são do grupo de risco, não irem para a rua. O INSS disponibiliza um formulário modelo de procuração digital para seus beneficiários.

E quais são os documentos que devem ser apresentados?

  • Certidões de nascimento ou casamento ou óbito;
  • Documento de identificação, Carteira de Identidade;
  • Formulários de Perfil Profissiográfico Previdenciário (PPP);
  • Documentos para solicitação de pagamento até o óbito;
  • Fechamento de vínculo empregatício;
  • Alteração dos dados cadastrais;
  • Cadastramento para receber Pensão Alimentícia;
  • Desistência de benefício;
  • Documentos do grupo familiar para pedido de benefícios assistenciais;
  • Instrumentos de mandatos para cadastramento de procuração;
  • Documentos do médico (atestado médico ou declaração do profissional médico competente) para comprovação da doença contagiosa ou impossibilidade de locomoção para fins de inclusão de procuração, termo de tutela ou de curatela, guarda e o comprovante de andamento do processo judicial de representação civil.

Veja também:

Prova de Vida do INSS pelo celular

A Prova de Vida pelo celular começou a ser implantada pelo INSS e a expectativa é que atenda em torno de 500 mil segurados. Ela pode ser realizada pelo Aplicativo Meu INSS e Meu Gov.br, que estão disponíveis sem custo algum para celulares Androids e IOS.

O primeiro passo é se cadastrar com a Carteira Nacional de Habilitação e em seguida deve-se clicar na opção “Prova de Vida”.

Feito isso, é necessário clicar no botão “iniciar prova de vida” para realizar a biometria. Depois da autorização, o Aplicativo Meu INSS vai pedir informações do documento e vai registrar a captação de imagens do rosto para poder finalizar a biometria.

Após a pandemia, o INSS acredita que outros serviços também poderão ser realizados de forma digital. Tudo isso para agilizar e melhorar o atendimento aos segurados.

Vale salientar que se o beneficiário não fizer a Prova de Vida no final dos 12 meses depois da ultima comprovação, ou seja, depois da última Prova de Vida, o pagamento será cortado. E após seus meses sem comprovação, o benefício é completamente cessado.

No site do INSS, o segurado pode encontrar mais informações, assim como pelo telefone de contato: 135.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima