Prorrogação Das Parcelas Do Seguro Desemprego: Saiba Quem Pode Receber Em 2020

Existe a possibilidade de prorrogação do pagamento do Seguro Desemprego. Isso por que o Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador está analisando essa possibilidade. A prorrogação visa atender o trabalhador em mais duas parcelas por causa da pandemia do novo coronavírus.

Se a medida de prorrogação do Seguro Desemprego for aprovada, calculasse que cerca de 6 milhões de pessoas sejam atendidas com um impacto de R$ 16,1 bilhões nas contas públicas do Brasil.

Vale salientar que o trabalhador recebe entre 3 e 5 parcelas, dependendo do tempo de trabalho exercido. Com a possível aprovação da medida, o trabalhador poderá ter direito de 5 a 7 parcelas do Seguro Desemprego.

Ah, outra informação importante é que se o trabalhador tiver sido dispensado entre os dias 20 de março e 31 de dezembro de 2020, ele já terá direito a prorrogação do Seguro Desemprego, caso haja aprovação da medida.

As pessoas responsáveis pela proposta são conselheiros que estão representando o Codefat. Segundo o conselheiro Sérgio Luiz Leite, a medida está se baseando em uma emenda constitucional de número 106 de 2020, que criou o chamado orçamento de guerra.

Quem recebe o Seguro Desemprego pode receber o Auxílio Emergencial?

O trabalhador que está recebendo o Seguro Desemprego não poderá receber o Auxílio Emergencial de R$ 600 reais, que está sendo pago aos trabalhadores desempregados e informais de baixa renda durante a pandemia.

Porém, caso o Seguro Desemprego acabe durante o pagamento do Auxílio Emergencial, o trabalhador poderá se cadastrar para poder receber o benefício. Veja!

Caso o pagamento da última parcela do Seguro Desemprego seja no mês em maio ou em junho, é possível fazer o pedido do Auxílio Emergencial depois desse período.

Mas atenção: o pedido poderá ser feito apenas depois de terminar esse período. Isso por que se a solicitação for realizada durante o período de recebimento do Seguro Desemprego, o Auxílio Emergencial não será concedido.

O Ministério da Cidadania informa, ou melhor, orienta, que os trabalhadores que tem direito ao Seguro Desemprego devem levar em conta o mês que vão receber o pagamento da última parcela. Vale salientar que o Auxílio Emergencial terá duração de até três meses e caso o Seguro Desemprego termine antes desse período, o pagamento do benefício poderá ser realizado.

Veja também:

Por exemplo: se o trabalhador recebe o pagamento da última parcela do Seguro Desemprego em abril, o cadastramento do Auxílio Emergencial deverá ser realizado em maio para poder receber as parcelas dos dois meses que faltam em que o benefício estará em vigência (maio e junho). Vale salientar que isso só será possível se o trabalhador se encaixar nos outros requisitos do Auxílio Emergencial.

No site da Caixa, o trabalhador encontra mais informações sobre o Seguro Desemprego, assim como pelos telefones do banco: 0800 726 0101 ou 0800 725 7474.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima