fgts

Veja Quanto Você Vai Receber Na Distribuição De Lucro Do FGTS

De acordo com a Caixa Econômica, os trabalhadores que tinham dinheiro no FGTS na data de 31 de dezembro do ano passado terão direito, em média, ao valor de R$ 45,00 como parte da distribuição do lucro do FGTS.

Vale salientar que o lucro do FGTS deve ser depositado até o final desse mês.

Calculasse que cerca de 167 milhões de contas FGTS, sendo ativa (emprego atual) ou inativas (emprego antigo), vão receber esse valor, de acordo com a Caixa. Cada trabalhador pode ter mais de uma conta FGTS.

Na tarde do dia 11 de agosto, terça feira, o conselho curador da Caixa aprovou a distribuição do valor de R$ 7,5 bilhões de lucro FGTS do ano de 2019 para os trabalhadores, que dá em torno de 66% do valor total do lucro.

O dinheiro do lucro FGTS estará disponível proporcionalmente ao saldo das contas final do ano passado.

Dessa maneira, os trabalhadores terão direito a ganhos reais. O percentual se refere ao rendimento anual do fundo FGTS, que é de 3% por ano + TR, que está zerado), mais a distribuição do lucro.

Veja também:

+ Saque do PIS/Pasep liberado – confira.

++ BPC/LOAS terá pagamento de até R$ 1.045 a partir de setembro.

Houve veto na distribuição do lucro FGTS

fgts

No ano passado, o lucro do FGTS foi de R$ 11,3 bilhões, no entanto, em uma decisão tomada pelo conselho, somente uma parte desse montante foi direcionado para os trabalhadores.

Enquanto que o lucro do FGTS do ano de 2018 foi distribuído de forma integral no ano de 2019. Por uma medida provisória, o presidente Jair Bolsonaro deu autorização para que todo lucro fosse direcionado para os trabalhadores.

Depois de criar novas medidas de saque do FGTS, o Governo ainda chegou a colocar na MP que 100% do lucro do FGTS deveria ser distribuído. O entanto, depois que a MP foi aprovada pelo Congresso, o presidente acabou vetando esse trecho.

Ainda segundo o despacho do presidente, publicado no Diário Oficial para justificar o veto, um pedido do Ministério do Desenvolvimento Regional teria feito com que o Governo desistisse da medida por que prejudicaria os recursos do Minha Casa Minha Vida.

fgts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima