Auxílio De R$ 600 Liberado Para Essas Pessoas

O Instituto Nacional de Seguridade Nacional (INSS) tornou regular a antecipação do auxílio de R$ 600 para quem solicitou o benefício.

O BPC (Benefício de Prestação Continuada) é um benefício de assistencial social pego pelo INSS  e está previsto na Lei Orgânica de Assistência Social.

O valor é pago todos os meses para idosos que não conseguem se manter ou que não possam ser mantidos por suas famílias. Inclusive, durante a pandemia, eles serão amparados pelo Governo.

Outro ponto bastante importante é que para o auxilio ser antecipado o beneficiário deve seguir algumas regras como ter renda familiar por pessoa de um quarto de salário mínimo, ou seja, R$ 261,25. Além disso, o beneficiário deve estar inscrito no Cadastro Único e ter CPF.

INSS – como receber o auxílio de R$ 600

De acordo com a portaria divulgada pelo Ministério da Cidadania, para receber o auxílio é necessário que o requisitante esteja inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e possuir renda familiar de até meio salário mínimo por pessoa.

Outra informação importante é que com a antecipação do auxílio de R$ 600 para futuros beneficiários do BPC, esse valor será descontado nos futuros pagamentos após aprovação. Ainda de acordo com a portaria, caso o solicitante tenha o benefício negado, não será necessário fazer a devolução do dinheiro. A não ser que seja comprovado má fé.

BPC – novo limite de renda

De acordo com a Lei de 1993, a renda familiar por pessoa não poderia passar de ¼ de salário mínimo para poder requisitar o BPC pelo INSS. Mas agora, esse limite aumentou para 1/2 do salário mínimo em vigência.

Requisitos para solicitar o benefício

  • Comprovação de idade mínima de 65 anos para homens e para mulheres
  • Para quem possui alguma incapacidade de longa duração, não haverá idade mínima

Vale salientar que é necessário apenas se encaixar em um das duas condições acima para ter o benefício.

Veja também:

+ Saiba como se inscrever no Cadastro Único.

++ Consulte o CPF e veja porque isso é importante. 

Inscrição e baixa renda e Cadastro Único

  • Nos dias atuais é necessário apenas que o beneficiário tenha renda inferior a R$ 522,50 por pessoa. Antigamente era necessário haver a comprovação da renda de R$ 261,25 por pessoa
  • É exigido ainda que a pessoa esteja inscrita no Cadastro Único, mas durante a pandemia essa condição está dispensada

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima