Bolsa Família Vai Pagar R$ 600 Aos Seus Beneficiários – Confira

Em meio à crise causada pela pandemia do coronavírus, o Governo Federal anunciou mais uma medida de contenção para ajudar aos mais atingidos pela crise e em especial os beneficiários do Bolsa Família: um voucher no valor de R$ 600.

Para os beneficiários do Bolsa Família, a ajuda pode chegar primeiro. O fato de os beneficiários já receberem transferência de renda do Governo, é um facilitador para ter acesso ao auxilio de R$ 600.

Isso acontece porque todos os dados dos beneficiários do Bolsa Família já estão em um banco de dados do Governo Federal.

O auxílio na pandemia do coronavírus

O auxilio pode ser ainda maior para alguns casos específicos. Mulheres sozinhas que são responsáveis por toda a família através da renda poderão receber até duas cotas, ou seja, poderão receber até R$ 1200.

O Governo em parceria com o Ministério da Fazenda, está trabalhando a todo vapor para que o auxílio esteja nas mãos dos beneficiários na próxima folha, no dia 16 de abril.

O Governo ainda trabalha para rodar uma folha adicional. Ele seria implementada caso o tempo de colocação na próxima folha de pagamento não seja suficiente.

Vale salientar que as pessoas que já recebem o Bolsa Família deverão optar pelo que for mais vantajoso, ou seja, pelo valor maior.

Isso significa que se o auxílio emergencial for maior que o Bolsa Família, o solicitante deverá optar pelo recebimento do maior valor durante os três meses de duração. Atualmente o Bolsa Família tem cerca de 14 milhões de beneficiários que recebem, em média, um valor de R$ 188.

Os outros trabalhadores e pessoas que tem direito ao corona voucher, elas devem se encaixar em outras características para o recebimento.

Os trabalhadores informais estão sendo considerados os mais afetados pela pandemia. Dessa forma, ao solicitar o auxílio, eles deverão ser selecionados pelo Cadastro Único e através dos dados municipais.

o fato é que em meio a pandemia do coronavíruas, o ideal é evitar o menor deslocamento possível. Deve-se evitar idas aos bancos, por exemplo. O deslocamento deve ser feito em caso de extrema necessidade.

Empréstimo Bolsa Família – fique por dentro

Diante da situação complicada, existe ainda a possibilidade de solicitar empréstimo pessoal pelo Bolsa Família.

Ao solicitar o empréstimo, o beneficiário pode investir no próprio negócio, em um curso de educação à distância, entre outras coisas.

O Governo enxerga o Empréstimo Bolsa Família como um dos principais fatores de crescimento das pessoas que estão em situação de pobreza e extrema pobreza.

A finalidade do programa é incluir essas pessoas em atividades na sociedade, ou seja, para que elas tenham uma maior inclusão social.

Para ter acesso ao conseguir o empréstimo é necessário seguir as seguintes regras:

– Possuir um fiador;

– O programa vai realizar visitas periódicas para avaliação;

– Possuir outra renda, além do Bolsa Família.

Veja também:

+ Acesse agora mesmo o Empréstimo Bolsa Família.

++ Empréstimo Pessoal Lendico.

Saiba que tem direito em Empréstimo Bolsa Família

A primeira característica do Empréstimo Bolsa Família é estar inscrito no Cadastro Único. No Cadastro Único estão todas as características e dados pessoais de todas as pessoas que estão em situação de pobreza ou extrema pobreza.

1 – O cadastro no Bolsa Família tem que estar atualizado;

2 – Estar inscrito e atualizado no Cadastro Único;

3 – Deve estar encaixado nos critérios de família pobre;

4 – Todas as crianças e adolescentes devem estar estudando e com boa frequência;

5 – A mulheres devem estar participando dos programas de saúde do Governo.

O banco responsável pelo empréstimo e a Caixa Econômica e para solicitar, a pessoa deve estar com os documentos necessários e cartão do benefício. Além disso, deve se dirigir até uma agência Caixa com o fiador e conversar com um representante do programa.

Dentro de 8 dias a resposta será concedida e caso haja aprovação, o empréstimo Bolsa Família estará disponível.

Para obter mais informações acesse o site Caixa ou ligue.

0800 726 0101 – SAC.

0800 725 7474 – Ouvidoria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima