Conheça Quais Benefícios O Chá De Camomila Traz Para A Saúde

O chá de camomila é um dos mais conhecidos mundialmente, sendo muito consumido durante centenas de anos. A camomila é da família do girassol, sendo a camomila alemã a mais utilizada nos chás, apesar da romana também ser benéfica.

Saiba os benefícios da erva

– O chá de camomila melhora consideravelmente o sono, podendo ser usado como auxílio para dormir por ter muitas propriedades relaxantes.

-Ela também é muito benéfica para o estômago, podendo ser utilizada para o alívio de muitos problemas gástricos. Ela pode diminuir as dores de estômago e também os sintomas da temível síndrome do intestino irritável, além de ser boa para a digestão. Combinada com o hortelã, auxilia na eliminação e digestão muito bem.

– Quem sofre de cólicas menstruais também pode encontrar algum conforto através do chá de camomila. Uma descoberta dos antigos egípcios, o chá eleva o nível de um composto que alivia os espasmos musculares em geral e por isso pode diminuir as cólicas.

Confira também: os 4 melhores cartões de crédito para 2020.

++ Consulta CPF – saiba porque é importante.

– Na forma de pomada, ela é também é útil no tratamento de hemorróidas.

– O benefício para a imunidade através das propriedades do chá também é comprovado. Por isso o chá de camomila é eficaz para a melhora de gripes e resfriados, tendo propriedades que são antibacterianas.

– Processo de cicatrização de feridas: os antigos, tanto egípcios, gregos e romanos, utilizavam a flor da camomila para aplicar nas feridas, fazendo com que cicatrizassem melhor e mais rápido. Isso foi comprovado através de estudos realizados com ratos de laboratório.

– Os efeitos do chá no controle da diabetes também vem sendo estudados. Há estudos que indicam que o consumo diário pode impedir a progressão da doença e complicações.

– O chá de camomila pode ser eficaz, segundo estudos, até para o combate de doenças mais sérias, como o temido câncer. Eles apontam que existe uma possível proteção contra diferentes tipos de células cancerígenas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima