cadastro único

Cadastro Único 2021 – Acesso Aos Programas Sociais Do Governo Federal

Você sabia que através do Cadastro Único vários Programas Sociais do Governo estão à disposição? O Cadastro Único permite que as pessoas participem mais ativamente da sociedade. E um dos grandes Programas Sociais do Brasil está disponível por ele, que é o Bolsa Família.

O Cadastro Único passa para o Governo Federal informações pessoais para que uma análise detalhada sobre o perfil de cada pessoa seja realizada. Essas informações permitem que essas famílias se encaixem em diversos Programas Sociais.

E para realizar a inscrição no Cadastro Único, duas classificações estão disponíveis:

  • As famílias com renda total de até meio salário mínimo por pessoa.
  • As famílias com renda total de até três salários mínimos mensal.

Cadastro Único e os Programas Sociais

cadastro único

Para que as pessoas possam ter acesso aos Programas Sociais do Governo é obrigatório que elas estejam inscritas no Cadastro Único. Além disso, é muito importante que esse cadastro sem mantenha atualizado. Veja a lista de alguns Programas Sociais que o Cadastro Único permite inscrição:

  • Telefone Popular
  • Carteira do Idoso
  • Bolsa Família
  • Minha Casa Minha Vida
  • Programa Brasil Carinhoso
  • Isenção de Pagamento para Realização do Concurso Público
  • Programa de Cisternas
  • Programa de Erradicação do Trabalho Infantil
  • Carta Social
  • Pro Jovem Adolescente
  • Aposentadoria para Pessoas de Baixa Renda
  • Tarifa Social de Energia Elétrica
  • Passe Livre para as Pessoas com Deficiência
  • Programa de Formento as Atividades Produtivas Rurais

Como funciona o Cadastro Único

Com a ideia de melhorar a vida das pessoas que tem baixa renda, os municípios fazem visitas periódicas para que a inscrição no Cadastro Único possa ser realizada.

No entanto, se a família olhar as regras do Cadastro Único e ver que se encaixa nelas, pode procurar o CRAS de sua cidade e fazer o cadastro.

Outro ponto muito importante é que a família deve indicar uma pessoa responsável para realizar a inscrição no Cadastro Único.

E a pessoa que foi indicada pela família deverá ter idade superior a 18 anos e deve também morar na mesma casa.

Para as famílias indígenas ou quilombolas, os seguintes documentos devem ser apresentados para realizar a inscrição no Cadastro Único:

  • CPF
  • RG
  • Certidão de Nascimento
  • Títulos de Eleitor
  • Certidão de Casamento
  • RANI – Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena
  • Carteira de Trabalho

Inscrição no Cadastro Único

Existem algumas dicas podem ser seguidas para que a inscrição no Cadastro Único seja feita com mais tranquilidade, confira:

  • O comprovante de residência deve estar atualizado e de preferência deve ser de água ou de energia (luz).
  • É importante também manter todos os dados atualizados.

É muito importante manter todas as informações atualizadas porquê dessa forma, a inscrição no Cadastro Único será feita mais rapidamente. Isso quer dizer que qualquer mudança, como: alteração de endereço ou o nascimento de um filho, deverão ser informados imediatamente.

Além disso, se outras mudanças também acontecerem, como: renda familiar, telefone, estado civil ou adoção, imediatamente, essas mudanças também devem ser informadas.

O Cadastro Único é uma forma do Governo Federal proporcionar as famílias de baixa renda uma maior participação em vários Programas Sociais do Brasil para que assim, uma atuação mais participativa na sociedade seja possível.

Mensalmente, a seleção de famílias para participar do Cadastro Único é feita pelo Governo. Isso significa que estados, municípios e as famílias escolhidas são informadas.

Veja também:

Dúvidas e inscrição do Cadastro Único

Para qualquer outra informação sobre inscrição no Cadastro Único, o SITE OFICIAL da Caixa Econômica está disponível e o seu telefone de contato.

– 0800 726 0101.

– 0800 725 7474.

cadastro único

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima